JORNALISTA JORGE CASTRO

Início » Uncategorized » TRÂNSITO DO RIO PRECISA DE ALTERNATIVAS URGENTES

TRÂNSITO DO RIO PRECISA DE ALTERNATIVAS URGENTES

     Dados oficiais do Rio Ônibus revelam que houve um aumento considerável da frota nos últimos cinco anos, mas que os coletivos estão levando menos passageiros. Os ônibus ainda transportam a maior quantidade de pessoas se comparados com outros meios de transporte. Entretanto, ainda têm que disputar espaço com outros veículos.

     O maior desafio dos ônibus, nos dias de hoje, é vencer o trânsito que faz com que os horários não sejam cumpridos, e, consequentemente, os usuários procurem outros meios, como vans, em suas maiorias ilegais. A saída, para este caso, poderia ser a criação de corredores exclusivos para os coletivos. O que, certamente, amenizaria os engarrafamentos e os transtornos causados por eles.

     Segundo estudos do professor de engenharia da Coppe/UFRJ, Ronaldo Balassiano, o prejuízo contabilizado com as horas que os cariocas desperdiçam em deslocamentos, pode chegar a R$ 12 bilhões por ano, o que equivale a 10% do PIB da cidade do Rio de Janeiro. Estes valores são conservadores e foram calculados com base nos dados do Plano Diretor de Transporte Urbano (PDTU) da prefeitura.

     O fato é que estudantes e trabalhadores vivenciam o trânsito caótico na cidade do Rio de Janeiro. O tempo gasto com os deslocamentos causa transtornos psicológicos e materiais que afetam o dia a dia, não só no trabalho, como também na vida acadêmica. Esta ineficiência dos transportes, o aumento do número de veículos nas ruas e a ausência do poder público são apontados pela população como principais responsáveis pelos longos engarrafamentos nas principais vias públicas.

     O governo do estado e a prefeitura são responsáveis pelo direcionamento das alternativas de transportes. Novas medidas, tais como, a concretização dos projetos de ampliação do metrô e a construção de novas vias públicas expressas, ao redor da cidade, têm e devem ser tomadas para viabilizar o deslocamento dos cidadãos. A prefeitura parece estar se mexendo neste sentido. Assegurou que está em andamento um projeto de redirecionamento das linhas que circulam na zona sul e na zona oeste e que as concessões publicas de transporte serão revistas. Segundo a prefeitura, especialistas estudam a possibilidade de programar até o final do ano, o sistema de rodízios para os veículos particulares, nos moldes aplicados na capital paulista.

     É bom lembrar que estamos próximos à Copa de 2014 e às Olimpíadas de 2016, e, para o povo do Rio de Janeiro estar com o espírito receptivo, ele precisa estar bem com ele mesmo. Seria uma vergonha recebermos turistas de todo mundo para ficarem engarrafados na hora dos eventos esportivos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: